terça-feira, 19 de maio de 2009

Coração Couraça




Porque te tenho e não
porque te penso
porque a noite está de olhos abertos
porque a noite passa e digo amor
porque vieste a recolher tua imagem
porque és melhor que todas imagens
porque és linda desde o pé até a alma
porque és boa desde a alma a mim
porque te escondes doce no orgulho
pequena e doce
coração couraça
porque és minha
porque não és minha
porque te olho e morro
e pior que morro
se não te olho amor
se não te olho
porque tu sempre existes onde quer que seja
porém existes melhor onde te quero
porque tua boca é sangue
e tens frio
tenho que te amar amor
tenho que te amar
ainda que esta ferida doa como dois
ainda que busque e não te encontre
e ainda que
a noite pese e eu te tenha
e não.



Poema de Mario Benedetti



Foi me enviado carinhosamente pelo amigo Harold .

19 comentários:

karol Vilarinho disse...

Adorei teu blog *-* To te seguindo xD

i ILÓGICO disse...

"e ainda que
a noite pese e eu te tenha
e não"

de novo...é assim...

obg. por compartilhar,

bju-te

Herbert disse...

Dona Leda(risos) muito obrigado pela visita e pelo comentário.Texto legal esse tem uns porques interessantes. vc sera sempre bem vinda no tiragosto.
Abraços Fraternos.

Do nascimento, Silva. disse...

poema bonito, não o conhecia.
:)
bjs

Flor disse...

O coração tem tantos porquê's, por isso que é difícil responder/entender.

PS: Q bom que vc percebeu, eu quis mesmo dizer muita coisa naquele posts. Obrigada!

Estava com saudades de suas palavras.

Beijos.

LUA disse...

"A filosofia de treinamento do tudo ou nada transformou-se em algo que poderia ser aplicado à vida em geral. Isso significa, simplesmente, que se existe algo que valha a pena fazer, então você deve dar tudo que você tem nisso, ou nem tentar."

OBRIGADA POR VISITAR MEU BLOG...
ando bem sem tempo por isso to passando correndo por aqui^^

mil beeeeeijos

ivone fonseca disse...

Lindo, doce, leve e intenso.


Amei.

Tatiana disse...

Mto bonito, Lêda.

Beijoca =**

Pelos caminhos da vida. disse...

Lindo poema.

beijooo.

Vívian Mariah disse...

não conhecia o poema nem o autor...
dpois de ter lido no seu blog...
pesquisei da vida e obra...
muito bom...
apoio os post's de poemas...
adoro!
bjs =*

Noelia Alves disse...

Como faço para aceitar seus selos...

Noelia

Gil. disse...

Lindo.
=)

Vanessa Motta disse...

Frágil couraça..constante e incompreensível...

bjo linda!

Rayana disse...

Bela poesia!!!!=DD.
Mudando de assunto, sei q teu niver tá chegando,vai ter festa?
bj.

O Profeta disse...

No sul mora a saudade
No peito de mulher sem nome nem guarida
Que percorre a beira-mar entoando
Um chamamento de nostalgia

Porque o amor não se detém
Às vezes enlouquece a loucura
Tempestade ou bonança
Planta sedenta da ternura


Boa semana



Mágico beijo

Trimera disse...

Olá!

Estamos adicionando seu blog no "Blogueiros do Piauí".

http://blogueirosdopiaui.blogspot.com

Abraço.

Anônimo disse...

Esse blog é bom, mas tem um pequeno defeito: a falta de atualizações por parte do autor.

Augusto Barbosa disse...

"se não te olho amo"

BELAS PALAVRAS
...

Joana Bia disse...

Sei bastante sobre Mario Benedetti,fiz um trabalho de conclusão de curso sobre ele.

bjos