sexta-feira, 1 de maio de 2009

Do que eu realmente tenho pensado.




Não é só nossa falta de semelhança,nosso passado inconstante,nem os presentes sem noção.Talvez sejam as ligações na madrugada,ou apenas coisas pequenas corriqueiras,porém necessárias,como respirar,por exemplo.Então,daquelas que insistem em marcar,ficar,como tatuagem ou filho(pareço incoerente?).
Eu poderia ir embora pra longe,ou tomar algo que me colocasse a dormir mais de duas noites seguidas,mas isso não adiantaria, devido minha visão encadeadora,que insiste em te ver em vários lugares,mesmo aqueles os quais eu sei que você jamais faria questão em andar.
Me acostumei a você,melhor dizendo,me amarrei,gamei em você,como criança a um brinquedo perigoso,poeta a poesias,ou como minha irmã a cremes faciais.
Essa minha vida de saudades,essa busca em te reencontrar,meu trajeto entre a minha sorte e a concentração pelos planos perfeitos,isso me faz perder entre as entrelinhas,ser estúpida e demasiada carente.
Quem sabe mudar o filme,desconsiderar planos por mim perfeitos,e se assumir autora desse drama romântico.
As coisas que eu odiava em nós,só me fazem pensar mais em você,de maneira positiva.Essa sensação normalmente acontece nos momentos de distância,como agora.Sem você definitivamente,eu estou sendo um um ser menor.Você me fazia rir de coisas bobas e lógicas,outra pessoa até me faria rir de coisas bobas,mas nunca de coisas lógicas.
Talvez resolveria a situação,relatando minha dor de forma explicita,colocar cartazes a sua procura,ligar para você,usar minhas frases feitas para seduzir.Cobrir minha verdade com rímel,base,corretivo,e me mostrar,usar métodos femininos relativamente apelativos,coisas de mulherzinha,e cientificamente comprovados que funcionam.Mas como decididamente não sou boa com essas facetas,eis me aqui entre cacos,relembrando disso e daquilo.
Quero frisar que além de amor,tenho por você amizade,consideração,tesão e saudade.E que eu,eu sou apenas uma pessoa(reles desastrada,daquelas que tropeçam com próprios pés.Saca?) numa situação enrolada,pensando em como está e em como poderia ter sido feito.





P.s: Dia de folga me faz pensar demais.

16 comentários:

LUA disse...

lindo lindo lindo
vc escreve muito bem ^^

beeeeeeeijo

Pelos caminhos da vida. disse...

Últimamente tb tenho pensado muito.

beijooo.

O Profeta disse...

A maresia adormeceu na areia
O mar transformou-se em espelho de água
Uma nuvem mirou-se nele
Verteu uma última gota de mágoa

Este sol que beija a ilha na manhã
Traz um sorriso cheio de mistério
Este verde orvalhado pela bruma da noite
É o tapete de um Deus no seu império



Doce beijo

Rayana disse...

Dia de folga eu leio teu blog!!!!!
Belo texto!
bj.

ivone fonseca disse...

Vc ja ouviu a frase "não te quero mal, apenas não te quero mais..", será q a maior manifestação de q o sentimento ainda esta presente e se eminência em dor será justamente percebido no momento em q se calar. As vezes o silêncio diz mais q palavras, e traz junto com a sabedoria o balsamo necessário para fechar as feridas, tb é junto a este silêncio q ressurgi a verdadeira verdade, aquela pela qual não conseguimos enchergar por falta de tempo (na busca de respostas e magicas soluções).
Adorei o texto, fantastico, sublime e mais.. verdadeiramente escrito com a alma.. simples assim.

Bj grd, obrigada pela visita e me desculpe, mas se permitir irei te acompanhar por toda a jornada deste blog q me parece ter muito a dizer (rs)

Fatima Cristina disse...

Oi Lêda,

Legal que você trouxe o selo da campanha "i9" para o "Diz aí"! Fico feliz!

Com mais tempo volto para ler seus posts com calma.

Abraços,
Fatima

Jo. disse...

Oi!!!
Tô retribuindo a visita. Legal seu espaço. Vc escreve mto bem!

Luna Sanchez disse...

Lêda,

Que texto gostoso (que situação familiar...me vi em suas palavras), leve, apesar de denso.

Linda, a sua fluidez.

Obrigada pela visita, gostei daqui.

Um beijo,

ℓυηα

Vivianne Soares disse...

Nooossa, Lêda!
Que coisa que acontece, hein querida?
Boa sorte pra você, e que um novo ou o velho amor apareça!
=*

Tatiana disse...

Nessas horas, minha cara, uma longa dose de tempo resolve tudo...

Passa.

Um cheiro enorme e adorei o texto.
Tati

Naay disse...

Você é foda..escreve mtuu ;0

' Leeh B. disse...

Oii
tudo bom?
adoorei o seu blogg
axei super criativo e fofo
to seguindo-te


beeeijos

O Profeta disse...

Um Violoncelo reage ao toque
Vibram as cordas, solta-se a melodia
Das mãos escultoras das notas
Saem afagos de sonora magia

Uma alma reage aos acordes
Um coração bate ao compasso
Uma voz entoa dolentemente
Um corpo deseja o abraço


Bom domingo



Doce beijo

Estela disse...

Nada como um feriado para a inspiração.
Adorei sua visita.
Bjs.

Vanessa Feitosa disse...

É incrível,volta e meia : Saudade
Entre um post e outro :Saudade
Entre um trago e outro: Saudade

A danada tá em tudo,tava lá comigo e pelo que eu vi tá aqui tb.

Retribuindo a visita,volte sempre.

=)

Joana Bia disse...

Pensar demais dá congestão nasal kkkkkkkkkkkkkk

bjos Maria